conecte-se conosco

Polícia

Investigações apuram empréstimo de R$ 300 mil antes da morte de servidora

Publicado

em

Manaus – Segundo Informações apuradas pela Polícia Civil (PC) sobre o caso Silvanilde Veiga, a servidora do TRT-AM (Tribunal Regional do Trabalho) que foi assassinada no último sábado, dia 21, revelam que Silvanilde havia contraído um empréstimo de R$ 300 mil duas semanas atrás.

De acordo com informações de pessoas que trabalhavam com a servidora, o namorado da filha, Igor Gabriel Melo e Silva teria pegado emprestado em torno de R$ 300 mil e teria investido o valor em viagens, negócios, e quitar dívidas da empresa dele durante a pandemia.

A quantia alta, emprestado para Igor acabou comprometendo a renda da servidora, que então resolver cobrar o genro, mas o mesmo teria se recusado a pagar o valor devido.

Nas redes sociais, Sthephanie e Igor exibiam uma vida de luxo e poder, a nutricionista costumava fazer procedimento estéticos em uma clínica conceituada na cidade de Manaus e no Rio de Janeiro, que atendia até celebridades globais.

A delegada Marília Campelo, adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), afirmou que o crime é “complexo” e nada é tão “óbvio”. Na noite dessa quarta-feira, 25, Stephanie Miranda teria implorado para ter acessos as imagens das câmeras de segurança, mas as mesmas continuam sob sigilo.

O caso segue sendo investigado em sigilo pela Polícia Civil, que continua ouvindo testemunhas e analisando as evidências e as imagens de segurança do condomínio.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas