conecte-se conosco

Desaparecimento

Corpos de Bruno e Dom foram esquartejados, incinerados e jogados em vala

Publicado

em

Amazonas – Amarildo da Costa Oliveira, o ‘Pelado’, deve levar hoje (15) integrantes das polícias Federal, Civil e Militar ao local onde o indigenista Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips estariam enterrados, em uma cova rasa, na região  do rio Itaquaí, no Vale do Javari, no município de Atalaia do Norte.

Preso preventivamente desde o dia 9, Pelado teria importante envolvimento no desaparecimento de Bruno e Dom. Ontem (14), o irmão de Pelado, Oseney da Costa de Oliveira, 41, conhecido como “Dos Santos”, também foi preso e interrogado.

Há uma diligência ocorrendo desde a manhã desta quarta-feira (15) em Atalaia do Norte, com base no depoimento dos suspeitos. Tudo indica que houve a confissão, mas nada confirmado até o momento.

A confissão de participação no crime teria sido de Amarildo, o primeiro preso. Além disso, que a diligência desta manhã seria para que ele indicasse a localização dos corpos do indigenista e do jornalista britânico.

O Comitê de Crise coordenado pela Polícia Federal divulgou nota nesta quarta-feira para anunciar que “há previsão de conclusão de parte das análises periciais”, se referindo ao material biológico encontrado em uma lancha pertencente a Amarildo.

Segundo informou da Bandnews, os corpos de Bruno Pereira e de Dom Phillips foram esquartejados, incinerados e jogados em uma vala. Um dos suspeitos, Oseney Oliveira, confessou a informação e teria levado a Polícia Federal até o local.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas